Navegar é preciso; viver não é preciso

 

“Lua, a Princesa Adormecida”

CBA – Caderno Brasileiro de Astrologia nr. 17 lançado em Março de 2010 pela Gaia Brasilis.

Veja a seguir um trecho do livro:

“Símbolo do imaginário, do sonho, do inconsciente. A Lua simboliza água, crescimento, fecundidade, alimentação, vida vegetativa, instintiva, crepuscular, inconsciente.

Representa a vida noturna, nossas pulsações instintivas, nossos atavismos. É a parte primitiva que habita em nós, adormecida, mas completamente atuante nos sonhos, no sono e que modela nossa sensibilidade.

Através dela vivemos o ritmo de nossas próprias sensações interiores: sonhos, imaginação, apego às nossas recordações, regressões ao passado. Desde cedo ela representa em nossas vidas um mecanismo que jogará com nossos sentimentos de insegurança.

Ela rege a vida infantil, arcaica e anímica da psique, sendo este lado ‘inferior’ denominado por Ptolomeu de “alma animal”. Em outro nível, significa nossa adaptação ao cotidiano e também ao meio social.”

Compartilhar: Facebook Google Buzz LinkedIn Orkut Twitter Email

Se você gostou deste texto e pretende usá-lo todo ou em partes, por favor, dê os devidos créditos (autoria e fonte) e me informe via e-mail. Além de me deixar muito feliz, atitudes como esta contribuem para tornar o mundo mais ético.

Contato

 

Para entar em contato comigo:
patricia@patriciavalente.com.br