Navegar é preciso; viver não é preciso

 

Pálida, a Lua permanece

Fernando Pessoa

Pálida, a Lua permanece
No céu que o Sol vai invadir.
Ah, nada interessante, esquece.
Saber, pensar – tudo é existir.

Mas, pudesse o meu coração
Saber à tona do que eu sou,
Que existe sempre a sensação
Ainda quando ela acabou…

Compartilhar: Facebook Google Buzz LinkedIn Orkut Twitter Email

Contato

 

Para entar em contato comigo:
patricia@patriciavalente.com.br